terça-feira, 28 de abril de 2009

Natura NATU3 lucra R$844,7 milhões no 1T2009

São Paulo, 22 de abril de 2009 A Natura Cosméticos S.A. (BM&FBovespa: NATU3)
anuncia hoje os resultados do primeiro trimestre de 2009 (1T09). As informações financeiras
e operacionais a seguir, exceto onde indicado o contrário, são apresentadas em base
consolidada, de acordo com a Legislação Societária em vigor, Lei 11.638/07.

O desempenho da Natura no 1T09 mostrou-se coerente com estas expectativas. A receita
líquida consolidada somou R$844,7 milhões, com crescimento de 26,5% em relação ao 1T08,
período no qual os resultados ainda não refletiam o plano de ação. O crescimento da base de
consultoras alcançou 19,6% neste trimestre, enquanto o EBITDA foi de R$183,9 milhões com
crescimento de 38,0% e margem de 21,8%, uma expansão de 180 pontos base, em relação
ao mesmo período do ano anterior. Para o ano de 2009, mantemos nosso guidance de um
piso de 23,0% para a margem EBITDA.

O foco no lançamento de inovações relevantes e a contínua racionalização do nosso portfólio
tiveram prosseguimento no 1T09, com destaque para um novo lançamento da linha de
perfumes Humor e a nova linha Natura Tododia Todanoite, composta por produtos
especialmente desenvolvidos para uso noturno. Ao final do trimestre, nosso portfólio somou
685 SKU´s contra 739 SKU´s de dezembro de 2008, e o índice de inovação1 foi de 66,8%
versus 64,8% no 1T08.
Os investimentos adicionais em marketing já somaram, desde o início do plano, R$100,7
milhões e têm sido financiados pelos ganhos de produtividade, que representaram no mesmo
período R$129,3 milhões. O novo modelo comercial CNO – Consultora Natura Orientadora –
alcançou 85% de implementação no Brasil até o final do primeiro trimestre e continuou a
contribuir com a ampliação de nosso canal de vendas. Ao final do 1T09 o número total
consolidado de consultoras e consultores somou 862,5 mil, com crescimento de 19,6% em
relação ao 1T08.

As operações internacionais novamente apresentaram altas taxas de crescimento, ganhos de
market share e consequente aumento de participação no resultado da nossa empresa. Os
países em consolidação (Argentina, Chile e Peru) já contribuem com resultados positivos
mensurados pelo EBITDA. Pretendemos acelerar o crescimento das operações em
implantação2, especialmente México e Colômbia, como parte de nossa estratégia de ampliar
as operações na América Latina. O canal de vendas, que amplia-se a taxa superior a 30,0%,
já soma 90,0 mil consultoras no bloco em consolidação e 29,8 mil consultoras no bloco em
Nossa estrutura de capital continua forte, com posição de caixa líquido de R$27,5 milhões ao
final de março de 2009 (caixa R$464,5 milhões e dívida R$437,0 milhões).

Coerentes com o nosso comportamento empresarial orientado para a criação de valor de
forma sustentável passamos a inserir desde 2008 nossas operações internacionais em
programas sociais, como o Crer Para Ver3, que contribui com a melhoria da educação pública
no Brasil e, agora, também na Argentina. Da mesma forma, nossa mobilização diante da crise
das mudanças climáticas envolve toda a Natura. O Projeto Carbono Neutro, que tem a missão
de reduzir em 33% as emissões relativas de gases do efeito estufa de toda a nossa cadeia
produtiva entre 2007 e 2011, tem atingido suas metas: nos dois primeiros anos de
implantação, eliminamos 9,0% de nossas emissões. O desafio que temos pela frente é
grande, mas temos convicção de que os ganhos para o negócio e para o meio ambiente são
ainda maiores.

O lucro líquido consolidado foi de R$138,8 milhões no 1T09 versus R$78,6 milhões no
1T08, com aumento de 76,6%. Esta evolução teve como principais causas: (i) crescimento do
resultado operacional da empresa; (ii) resultado financeiro líquido positivo devido a marcação
a mercado das operações com derivativos cuja única finalidade é proteger o patrimônio da
empresa contra variações cambiais; e (iii) da redução da taxa efetiva do Imposto de Renda
neste trimestre, que passou de 28,0% para 19,1%. Esta redução se deve a apropriação do
beneficio fiscal gerado pela declaração dos juros sobre capital próprio referente a 2008, e a
aceleração da amortização do ágio decorrente da reestruturação societária de 2004.

O EBITDA consolidado foi de R$183,9 milhões no 1T09 e de R$133,3 milhões no 1T08, com
crescimento de 38,0%. A margem EBITDA passou de 20,0% no 1T08 para 21,8% no 1T09.
Esta evolução favorável teve a influência da expansão na margem bruta em função de uma
melhor composição do mix de produtos e de ganhos de produtividade nas despesas com
vendas, conforme mencionados acima. Reiteramos nosso compromisso de manter um piso de
23,0% de margem EBITDA para os anos de 2009 e 2010.

Nenhum comentário:

Busca

Pesquisa personalizada

Popular Posts

google search

Pesquisa personalizada
Ocorreu um erro neste gadget