sexta-feira, 24 de abril de 2009

Liminar Suspende Dividendos da Petrobras

Artigos Relacionados
KEPL3, Anastácio e o detector de mentiras...
Cágado come pomba em pleno dia...
CYRELA aumenta capital social...


Rio de Janeiro, 22 de abril de 2009 – PETRÓLEO BRASILEIRO S/A - PETROBRAS, [Bovespa: PETR3/PETR4, NYSE: PBR/PBRA, Latibex: XPBR/XPBRA, BCBA: APBR/APBRA], uma companhia brasileira de energia com atuação internacional, comunica que o Juízo da 16ª Vara Federal do Rio de Janeiro, nos autos da Ação Popular nº 00.0245122-0, movida por Wal ter do Amaral, determinou que a Petrobras se abstenha de efetuar o pagamento da primeira parcela de dividendos que seria realizada em 24 de abril de 2009

Em face da decisão acima, comunicamos que o pagamento de dividendos, deliberado na Assembléia Geral Ordinária realizada em 08/04/2009, previsto para ocorrer a partir de 24 de abril de 2009, no montante total de R$ 3.334.149.161,20 (três bilhões, trezentos e trinta e quatro milhões, cento e quarenta e nove mil, cento e sessenta e um reais e vinte centavos), está suspenso.

A Companhia está tomando as medidas cabíveis para reverter à situação sendo que, tão logo permitido pelo Juízo, divulgará a nova data para o pagamento dos referidos dividendos conforme deliberado.

Artigos Relacionados
KEPL3, Anastácio e o detector de mentiras...
Cágado come pomba em pleno dia...
CYRELA aumenta capital social...

Taxa de desemprego avança em março 2009

Taxa de desemprego avançou para 9,0% em março, versus 8,5% em fev/09 e 8,6% em mar/08.

A taxa de desemprego, mensurada nas seis maiores regiões metropolitanas do País, subiu para 9% em março, versus 8,5% em fevereiro, bem como acima do 8,6% apurado em março de 2008. Os resultados regionais foram os seguintes: São Paulo em 10,5%; Rio de Janeiro em 6,9%; Belo Horizonte em 6,6%; Recife em 10,4%, Salvador em 11,9%; e Porto Alegre em 6,4%. A desocupação prosseguiu ascendente ao longo do 1º trimestre de 2009, depois de ter tido mínima histórica de 6,8% em dezembro de 2008.

A variação da população ocupada, de 21,0 milhões, cresceu tão somente 9 mil pessoas em março, mas subindo 184 mil em relação a março de 2008.

A população desocupada, de 2,1 milhão, aumentou 7,3% (+141 mil desempregados) em março, bem como teve acréscimo de 6,7% (+130 mil desempregados) em comparação com março de 2008.

Já o número de trabalhadores com carteira assinada no setor privado, de 9,3 milhões, cedeu muito ligeiramente, em cerca de 48 mil em março, mas avançou 229 mil (+2,5%) em relação a março de 2008.

De outra mão, a criação de vagas formais na economia chegou ao máximo em setembro de 2008, quando acumulou em 12 meses cerca de 2,1 milhões (média mensal de 175 mil). Depois, foi decaindo, refletindo rapidamente os impactos negativos da crise global acumulando nos últimos 12 meses, a geração de 840 mil postos de trabalho (média mensal de 70 mil). O indicador teve a maior retração histórica em dezembro de 2008, quando mostrou com a perda de 655 mil postos de trabalho. No momento, ainda sinaliza uma fraca reação, tendo sido criados 34.818 vagas formais da economia em março (9.179 em fevereiro).

Os resultados dos dois indicadores denotam as conseqüências da crise global, com o CAGED refletindo mais rapidamente os impactos adversos ocorridos.

Recursivamente, o maior sinalizador do início da retomada da confiança econômica será quando o desemprego for suavizando e finalmente parar de ascender. Todavia, o indicador tende a se elevar até pelo menos o início do 2º semestre de 2009. Ou seja, a partir daí poderá ocorrer a volta de investimentos privados de modo mais significativo, com respectivo incremento no crescimento do País, que tenderá a empurrar para baixo a desocupação.

CYRELA REALT - Aumento do Capital Social

Mais Lidas
KEPL3, Anastácio e o detector de mentiras...
Cágado come pomba em pleno dia...
Liminar atrapalha Petrobrás...



Na RCA de 24/04/2009 foi aprovada a emissao de 6.134 acoes pela Companhia no
valor total de R$ 61,34 no limite de seu capital autorizado, nos termos dos
artigos 8o, 1o e 27 k, do seu Estatuto Social, sem aplicacao do direito de
preferencia dos acionistas, com o objetivo de atender o "Plano de Outorga de
Opcao de Compra de Acoes para administradores, empregados ou pessoas naturais
que prestem servicos a Companhia ou a sociedade sob seu controle", aprovado em
Assembleia Geral Ordinaria e Extraordinaria realizada em 29 de abril de 2008.
Em decorrencia da emissao das acoes, o artigo 6o do estatuto social da Companhia
teve a sua redacao alterada, ad referendum da proxima Assembleia Geral da
Companhia, conforme segue: "ART. 6. O capital social e de R$ 1.357.354.857,36
(um bilhao trezentos e cinquenta e sete milhoes trezentos e cinquenta e quatro
mil oitocentos e cinquenta e sete reais e trinta e seis centavos), dividido em
355.763.160 (trezentos e cinquenta e cinco milhoes setecentas e sessenta e tres
mil cento e sessenta acoes) acoes, todas ordinarias, nominativas e escriturais,
sem valor nominal."
As acoes emitidas e aprovadas nesta reuniao, conferirao aos seus acionistas os
mesmos direitos detidos pelos demais acionistas da Companhia, inclusive no que
diz respeito ao recebimento integral de dividendos e eventuais remuneracoes de
capital, que vierem a ser aprovados.

Mais Lidas
KEPL3, Anastácio e o detector de mentiras...
Cágado come pomba em pleno dia...
Liminar atrapalha Petrobrás...

Petrobrás: Novo recorde de produção de petróleo e Gás: 1.992 mil barris/dia

Mais Lidas
KEPL3, Anastácio e o detector de mentiras...
Cágado come pomba em pleno dia...
Liminar atrapalha Petrobrás...


SÃO PAULO - A produção total de petróleo, LGN (Líquido de Gás Natural) e gás natural da Petrobras (PETR3, PETR4) teve alta de 2,5% em março ante o registrado em fevereiro, segundo dados divulgados pela estatal nesta sexta-feira (24).

O volume total produzido pela companhia, considerando as atividades no Brasil e no exterior, chegou a 2,538 milhões de boed (barris de óleo equivalente por dia), enquanto no segundo mês do ano, a produção havia sido de 2,475 milhões de boed.

Em março, a companhia estabeleceu novo recorde mensal de produção de petróleo e LNG (1.992 mil barris por dia), cerca de 2,7% acima do mês anterior. "Esta diferença deveu-se principalmente à entrada de poços nas plataformas FPSO-Cidade de Niterói e P-53 (Marlim Leste) e P-54 (Roncador)".

Mais Lidas
KEPL3, Anastácio e o detector de mentiras...
Cágado come pomba em pleno dia...
Liminar atrapalha Petrobrás...


Produção interna
Já a produção brasileira de petróleo e LGN da estatal durante o mês de março alcançou 2,118 milhões barris por dia, valor 2,4% superior ao registrado em fevereiro e também acima da média da produção interna da companhia em 2008

União Europeia aprova controle da Votorantim

Artigos Relacionados
KEPL3, Anastácio e o detector de mentiras...

Cágado come pomba em pleno dia...
Liminar atrapalha Petrobrás...



BRUXELAS (Reuters) - O conglomerado brasileiro Votorantim ganhou a aprovação das instâncias reguladoras da União Europeia, na terça-feira, para assumir sozinho o controle da empresa de papel e celulose Aracruz Celulose.

Braço executivo da União Europeia, com 27 países, a Comissão Europeia disse em comunicado que o acordo não vai prejudicar a concorrência, já que a entidade resultante da fusão não vai restringir o acesso à celulose, em função da presença restrita da Votorantim nesse mercado.

A Aracruz Celulose hoje é controlada conjuntamente pela Arapar, Arainvest e Votorantim, que também possui ativos em cimento e concreto, mineração e metalurgia, suco de laranja concentrado e substâncias químicas.

Através de sua afiliada VCP, a Votorantim anunciou no ano passado ter assinado um acordo para comprar a participação acionária de 28 por cento da Aracruz que estava nas mãos da Arapar S.A., uma holding do grupo Lorentzen.

Como parte do acordo com os acionistas da Aracruz, a VCP também terá que oferecer-se a comprar a participação de 28 por cento pertencente à Arainvest Participações, a holding dos irmãos Joseph e Moise Safra.

Se a Arainvest aceitar a oferta, a VCP disse que planeja trocar suas ações por ações da Aracruz.

As ações da VCPA4 operam em alta de 16,72%, quotadas a 18,50 reais.

Artigos Relacionados
KEPL3, Anastácio e o detector de mentiras...

Cágado come pomba em pleno dia...
Liminar atrapalha Petrobrás...

TEND3 esboça recuperação

Mais Lidas
KEPL3, Anastácio e o detector de mentiras...

Cágado come pomba em pleno dia...
Liminar atrapalha Petrobrás...




A Construtora Tenda, especializada no segmento econômico, vai oferecer em todas as suas lojas um desconto de R$ 3.000,00 para os clientes que decidirem comprar a casa própria entre os dias 23 e 26 de abril.

"O desconto oferecido é um benefício a mais da Tenda, além dos já anunciados e que fazem parte do Pacote Habitacional", explica o diretor de Vendas, Vinicius Diniz. O Governo Federal anunciou recentemente uma série de medidas, entre elas um subsídio de até R$ 23.000,00 para o mutuário. "É uma ajuda e tanto para muitas pessoas que vivem de aluguel ter acesso ao imóvel próprio", afirma o também diretor de Vendas, Peterson Querino.

Em comunicado ao mercado, a construtora Tenda informou que irá emitir 600 milhões de reais em debêntures simples, não conversíveis em ações, com vencimento em 10 de abril de 2014.

Os recursos angariados com as vendas dos títulos de dívida da empresa têm como objetivo financiar a construção de empreendimentos imobiliários com o foco no segmento popular.

O rendimento será equivalente à TR (taxa referencial) mais 8% ao ano. Os investidores terão de concordar com uma carência de três anos para o início da remuneração.

A emissão ainda será submetida à aprovação de assembléia geral dos acionistas da construtora no dia 14 de abril.

Às 13h14, as ações ordinárias da companhia (TEND3) operavam estáveis, cotadas a 2,99 reais por papel, alta de 14%.

Mais Lidas
KEPL3, Anastácio e o detector de mentiras...

Cágado come pomba em pleno dia...
Liminar atrapalha Petrobrás...

Busca

Pesquisa personalizada

Popular Posts

google search

Pesquisa personalizada
Ocorreu um erro neste gadget