terça-feira, 28 de abril de 2009

Expectativas da kepler Weber para 2009

Mais Lidas
KEPL3, Anastácio e o detector de mentiras...

Projeto Mato Grosso - KEPL3...
Cágado come pomba em pleno dia...

O Grupo Kepler Weber S.A. (Bovespa: KEPL3), empresa brasileira líder de mercado no segmento de armazenagem de produtos agrícolas, informa:
O ano de 2009 inicia com toda a incerteza que se encerrou 2008.
Há sempre uma expectativa otimista, projetando resultados melhores para o exercício que inicia. No entanto, não se pode confundir expectativa com indícios de realização.
No caso da Kepler Weber, há diversos eventos a serem comemorados:
Em 2008, foi concluído positivamente o processo de reestruturação financeira do grupo. A liderança no segmento foi retomada e grandes e históricas parcerias tiveram a oportunidade de reiniciar negociações.
A companhia gerou caixa ao longo do período, o que lhe permitiu não acessar o mercado financeiro para satisfazer suas necessidades de capital de giro e eventuais investimentos. Este conforto financeiro foi fundamental levando-se em consideração a crise mundial ocorrida no final do ano. Com a escassez de linhas bancárias e um rigor maior na concessão de crédito, a Kepler Weber saiu-se fortalecida daquela fase aguda da crise, mantendo sua operação normalmente.
O resultado apresentado no terceiro trimestre e, também, o resultado do último trimestre que ainda será apresentado, mostram que o grupo está novamente no caminho certo. Não fossem as operações de proteção cambial, corretamente realizadas para fins de proteção das margens comerciais oriundas de exportações, mas que geraram despesas financeiras, a Kepler Weber teria um resultado ainda melhor no ano da reestruturação financeira. A geração de riqueza demonstrada pelo grupo sinaliza que a nova Gestão acertou na estratégia adotada, indicando bons resultados para 2009.
Obviamente que o resultado da Kepler Weber está diretamente ligado ao agronegócio brasileiro. As informações de uma safra superior a do ano anterior, em alguns dos principais estados produtores, permite prever uma maior necessidade de investimentos em sistemas de armazenagens, por parte dos produtores. Também se percebe que houve uma redução na venda antecipada de grãos, comparativamente aos anos anteriores. Espera-se que a necessidade de armazenagem cresça no Brasil, país onde ainda existe um grande déficit na capacidade de armazenamento de grãos.
Internacionalmente falando, a grande demanda por grãos, fator de muita discussão no período pré-crise, também tende a originar um maior investimento em sistemas de armazenagem. Isto deverá abrir novos mercados para a Kepler Weber, que hoje tem atuações no Mercosul, Venezuela, Cuba, alguns países do Oriente Médio e África.
Em termos de relacionamento com o mercado de ações, o Grupo Kepler Weber analisa e acompanha o desempenho das suas ações. A atual Gestão do grupo vem demonstrando a sua capacidade de trabalho e de agregação de valor à companhia. No ano de sua reestruturação financeira, a Kepler Weber já consegue apresentar um EBITDA saudável, demonstrando a capacidade de sua operação. Com os aspectos acima apreciados, mesmo num cenário crítico mundial, pode-se afirmar que o Grupo tem oportunidades a realizar em 2009.

Mais Lidas
KEPL3, Anastácio e o detector de mentiras...

Projeto Mato Grosso - KEPL3...
Cágado come pomba em pleno dia...

Nenhum comentário:

Busca

Pesquisa personalizada

Popular Posts

google search

Pesquisa personalizada
Ocorreu um erro neste gadget