sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Robert Knight não faz ficção científica

Eu me lembrei algumas sempre me diziam que no futuro as pessoas iam implantar um chip na cabeça
e que assim teríamos ganhariamos uma nova interface. Algo típico de uma filme de ficção científica qualquer. E que daí, a qualquer instante poderíamos até dowloadear um determinado conteúdo em nossas cabeças e usar quando for necessário! Por exemplo, dowloadear uma música, um vídeo um livro, uma palestra, uma conversa, e muitas outras coisas.

Eu não sinceramente não conseguia ver a menor possibilidade..Mesmo me esforçando e buscando outras possibilidades menos escrachadas. Para mim era muito claro que chips e sangue não eram uma combinação perfeita assim como batatas fritas e ketchup. A idéia de implantar um chip na cabeça para mim deveria ficar sepultada nos livros de ficção científica de um Isaac Asimov qualquer.

Hoje caiu a ficha...graças a este video! É uma lecture de Robert Knight, um neurocientista da Universidade de Berkeley,.Ele fala sobre seu trabalho a importancia das ondas high gamma (60-200 Hz) para funções cognitivas e de fato demostra experiências onde foram fios foram implantados em regiões específicas do cérebro e utilizados como interface homem-máquina, cérebro-maquina ou ainda neurônio-maquina.

Lá por 3/4 da apresentação ele mostra alguns testes que foram feitos com primatas e humanos...puxa vida! Coisas impensáveis ,como poder mover um objeto que é mostrado na tela do computador apenas com o pensamento. Tipo: quero este círculo que se mova para direita, e lá vai a bola para a direita. Agora quero que vá para cima, e lá vai a bola para cima. E mais, mostra que isso é um pequena passo apenas, pois no futuro, braços mecanicos, pernas mecanicas e toda sorte de apetrechos ciborgs poderão extender nossas capacidades corporais. Veja o vídeo aqui

Nenhum comentário:

Busca

Pesquisa personalizada

Popular Posts

google search

Pesquisa personalizada
Ocorreu um erro neste gadget