segunda-feira, 27 de abril de 2009

HSBC rebaixaram a recomendação para o ADR da Petrobras

Artigos Relacionados
KEPL3, Anastácio e o detector de mentiras...
Cágado come pomba em pleno dia...
CYRELA aumenta capital social...


SÃO PAULO - Os analistas do HSBC rebaixaram a recomendação para o ADR (American Depoistary Receipt) da Petrobras (PETR4) de "acima da média" para "neutro", conforme relatório publicado nesta segunda-feira (27).

De acordo com a equipe, o ativo da estatal está sobrevalorizado em relação aos seus pares emergentes em função do conjunto de notícias positivas ao longo deste ano, como as descobertas de poços de petróleo e a oferta de bônus no mercado internacional.

Na visão do banco, há melhores oportunidades de investimento em outros mercados emergentes, em particular na Rússia, com os papéis da Gazprom.

Além do rebaixamento, a equipe reduziu o preço-alvo para o ADR da Petrobras de US$ 40,00 para US$ 37,00, o que implica um potencial de valorização de 11% frente ao fechamento de sexta-feira (24).

Já para os papéis da Gazprom, o preço-alvo localiza-se em US$ 30,00, ou seja, um upside de 76% em relação à cotação dos ativos na bolsa de Londres.

Dificuldades em Tupi
Em entrevista à agência de notícias Bloomberg, os analistas da corretora Jefferies & Co afirmaram que a Petrobras será afetada pela falta de equipamentos na exploração dos poços de petróleo na bacia de Tupi.

Seus analistas não acreditam que a estatal conseguirá alcançar sua meta de plataformas de exploração para até 2012, que se resume em saltar de 38 complexos para 68 em questão de três anos.

Artigos Relacionados
KEPL3, Anastácio e o detector de mentiras...
Cágado come pomba em pleno dia...
CYRELA aumenta capital social...

Nenhum comentário:

Busca

Pesquisa personalizada

Popular Posts

google search

Pesquisa personalizada
Ocorreu um erro neste gadget